Bate papo numa noite inspirada: Tati e eu

ahh eu não gosto de frio, me entristece

Ah! eu gosto, principalmente das noites claras,
Estreladas...
Com ou sem fogueira

Você não gosta dessas noites?

que a gente sente o frio da gente
e se aquece no peito de quem sente
o mesmo que a gente

sabe essas noites que a gente vira poeta
esquece da vida, e passa por ela

olha lá no alto, procurando a estrela mais distante
bem atento pra perceber as estrelas viajantes
uns as chamam de cadentes
prefiro acreditar que são viajantes
seres chegando, seres partindo
indo e vindo de algum lugar, de lugar algum

dias de frio em que a noite vira filosofia
poesia onde a estrela que rima o céu
risca o papel, quando cruza os olhos
de quem busca lá longe se encontrar

ficou deverás bonito!
caramba, parabéns!


quando a vida tem poesia e arte, fica tudo bem mais simples...
mais bela e prazerosa de ser vivida
você não acha?

poesia muda muita coisa sim
poesia ta na lista das coisas q eu mais gosto


assim que é bom

o poeta dorme
mas mantém a mente aberta
sempre alerta
as vezes manifesta
as vezes se estressa
faz parte
e o que não faz fica à parte
em alguma parte ou lugar
num tempo que parou ou já ficou pra traz
sem tempo de se voltar

pra poder encontrar ou se recordar...
permitir a essência falar
nascer
aflorar
te sentir
te tocar
descobrir
se entregar
permitir
expressar!

e eis que o criar
a mais bela forma de amar!

mas o frio continua, não tem jeito

então se aquece no peito
busca aí dentro o calor verdadeiro
pois o frio que vem de fora
é passageiro e com o sol vai embora

e o calor que vem de dentro
é morador e se chama amor!
Se eu pudesse emprestava um cobertor
num abraço o meu calor
e num beijo o meu amor

O que a distancia separou o tempo nos reservou
Pois a vida fez seu frio pra se aquecer no meu calor.

0 comentários:

Postar um comentário